Quinta com @Birita #53

Esqueça os cremes anti-rugas: de acordo com um novo estudo publicado pelo
Dr. David Weeks, um psicólogo britânico e ex-chefe do departamento de psicologia
do Royal Edinburgh Hospital, com uma carreira em pesquisas sobre sexo,
a atividade sexual faz você parecer mais novo – até sete anos mais novo.

Como tudo isso ocorre?

No momento da ebulição que ocorre durante uma relação sexual, são liberados hormônios, neurotransmissores e substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes.

O principal deles é a ocitocina, um hormônio que combate o envelhecimento
e que, além do sexo, só é liberado em uma outra situação: trabalho de parto.
O que, no caso dos homens, convenhamos, não ocorre.

O relaxamento ocasionado pelas ocitocina, endorfinas (que controlam a dor
e também promovem bom humor) e serotonina (principal neurotransmissor
do humor, cuja falta é relacionada à depressão) também melhoram o seu humor
e promovem uma boa noite de sono – duas coisas essenciais para parecer
e se manter mais jovem.

Como qualquer exercício (mas o mais prazeroso deles), o sexo acelera os
batimentos cardíacos e promove dilatação dos vasos, o que é extremamente
benéfico para a pele, deixando-a mais elástica, mais hidratada, e de aparência
mais jovem. Isto, associado às substâncias anti-inflamatórias, também promove
melhora do controle da acne.

Outras pesquisas também comprovaram que homens que tinham a partir de
3 orgasmos por semana apresentavam menores chances de sofrer de infarto.

Quantas vezes fazer por semana? Dr. Weeks recomenda entre 2 e 3 – um número plausível, já que é muito difícil fazer todo dia.

Para aqueles que estão sozinhos, ou que não têm esta oportunidade
com tanta frequência, fiquem tranquilos: a masturbação também conta.
Não é tão efetivo, logicamente, mas libera as mesmas substâncias benéficas.

Gostaram? Lá no blog As Biritas tem muito mais…