ATRIZ PORNO QUE TRABALHAVA NO MC DONALDS

 

 

Ela é uma mistura de ascendência alemã, irlandesa, francesa e canadense. Ela não é russa e escolheu seu nome artístico porque “eu tenho uma aparência de menina muito próxima e queria algo sexy, como um alter ego. É um nome quente, como uma supermodelo européia. Mas eu sou uma garota da Califórnia. ”

Mia Malkova trabalhou no McDonald’s quando tinha 16 anos e para a cadeia de restaurantes Sizzler antes de seu envolvimento na indústria de entretenimento para adultos. Foi introduzido na indústria do cinema porno por Natasha Malkova, que Mia conheceu desde a segunda série na escola primária.

Ela começou a tocar em fotos e filmes de fotos hardcore explícitas em junho de 2012 – uma nova bela loira com um grande sorriso, um corpo super flexível.

Mia tem um irmão chamado Justin Hunt. Ele também trabalha na indústria pornô. Ele atualmente é casado com a estrela pornô Danny Mountain.

Filmes de perfil de Mia Malkova

  • Mia (2013), Elegant Angel, dir. Pedreiro
  • Mia Malkova (2013), Naughty America
  • Desejos sexuais de Mia Malkova (2014), New Sensations
  • Apenas Mia (2015), Brazzers
  • Mia Loves Girls (2015), Sweetheart Video, dir. Dana Vespoli
  • Mia (2016), Hard X, dir. Pedreiro

Os vídeos no estilo que essa atriz participa podem ser encontrados em xvideos.

 

 

 

 

 

 

 

CONHEÇA 18 CURIOSIDADES SOBRE A VAGINA

Você sabia que a mulher tem muito mais terminações nervosas na vagina do que o homem no pênis?

Os pelos pubianos protegem o órgão contra a invasão de sujeira e bactérias.

Localizado na parte superior da vagina, onde os chamados pequenos lábios se encontram, o clitóris é o principal responsável pelo prazer da mulher.

Por falar em pequenos lábios, você sabia que eles possuem tecidos eréteis? Pois é, eles ficam um pouco duro durante o ato sexual.

A urina não sai pelo canal vaginal, mas pela uretra, que fica um pouco acima da vagina.

A região entre a vagina e o útero é chamada de períneo.

Algumas mulheres tem mais ramificações nervosas no clitóris; outras, no colo do útero; outras, no períneo. É por isso que elas não sentem prazer de modo igual.

Agora, uma curiosidade interessante: os compostos do lubrificante vaginal são iguais aos do óleo de fígado de tubarão.

A vagina pode produzir algo em torno de uma colher de chá de corrimento – que pode ser branco ou inodoro – por dia. Esse corrimento é absolutamente natural.

O sexo pode provocar pequenos traumas no tecido interno da vagina. Para alguns especialistas, é por esse motivo que as mulheres tem mais infecções do que os homens.

A mulher pode ter orgasmos mais longos do que o homem.

A vagina pode, sim, se tornar mais larga. Isso, no entanto, ocorre só durante o ato sexual. Terminado o ato, ela volta ao seu tamanho original.

Consumir álcool antes do ato sexual (aquela taça de vinho ou espumante que ajudam a dar um clima romântico à relação) pode atrapalhar o orgasmo feminino. Ele afeta o sistema nervoso central da mulher, impedindo que ela tenha orgasmo logo.

Você já ouviu falar em atresia vaginal? A atresia vaginal é uma anormalidade congênita caracterizada pela ausência de vagina. Ela atinge 1 em cada 4 000/5 000 mulheres.

O clitóris e o pênis tem a mesma origem embrionária, o que significa claramente que o clitóris é uma espécie de “mini-pênis”!

A glande (extremidade do pênis onde fica a uretra) é transformada em clitóris durante uma cirurgia de mudança de sexo de homem para mulher.

Na cirurgia de mudança de mulher para homem, os grandes lábios vaginais são transformados, com a ajuda de próteses, em testículos..

A higiene do local deve ser feita com sabonete neutro para não afetar o ph da vagina.

Fonte: Socurioso